segunda-feira, 22 de junho de 2009

Trilhas

Lá vai minha alma errante
buscando novamente um caminho.
Vai ela andando
por uma estrada escura
que já conheceu.
Por um caminho
que já percorreu.
E vai conhecendo,
e vai percorrendo,
de novo.
Não é o fim da linha,
é só um novo começo.
Há uma nova trilha.
Haverá tropeços,
haverá dúvidas,
tentarei cobrir-me de céu,
tentarei, da vida,
buscar o mel.
Mesmo desfeito,
e de amor cheio,
Sigo,
sorrindo por dentro,
chorando por fora,
ou será o contrário.
Meus pés me levam
onde o coração desejava ir.
Minhas esperanças
se levam pela ventania
que bate em mim.
Vagueio por estas trilhas
mais uma vez,
com coração
transbordando de amor,
e repleto de dor.
Um anseio me conduz,
por um caminho,
e que este caminho
seja de luz.

Nenhum comentário: