segunda-feira, 20 de maio de 2019




Saudades de Minha Mãe
(no Dia das Mães)


É um buraco constante
Que não para de doer
Eu me pergunto num instante
Para que você foi morrer?

Nos deixando a saudade
Como se fosse recompensa
Isto é muita maldade
Como se fosse uma ofensa

Sei que você não queria
Partir assim de repente
Foi no meio da calmaria
Que você se foi da gente

Um dia vou te encontrar
Disso eu tenho certeza
Então vou te abraçar
E acabar com esta tristeza.




12/05/19

domingo, 19 de maio de 2019




Prisão



Tenho medo
De não retornar
Não sei se é cedo
Ou já está a tardar

É uma viagem
Sem previsão de volta
Com bela paisagem
Sem poder dar a volta

Uma vez nela entrado
Não se quer sair mais
Coração fica transtornado
Fica tudo para trás

Se não puder retornar
Espero que me ajudem
Daquele lado quero ficar
Onde as coisas me iludem

É o lado apaixonado
Que muitos não vão conhecer
É um mundo aprisionado
Que vai se querer viver.

09/05/19

sábado, 18 de maio de 2019




Será o fim 

O dia em que não sobrar
Mais nenhuma ilusão
É melhor se deitar
E desligar o coração

Enterrar as esperanças
Fechar os olhos dos sonhos
Se adaptar a esta mudança
Apagar o semblante risonho

Será o fim de um mundo
Que alguns puderam conhecer
É não ir mais a fundo
Naquilo que o coração perceber

Haverá só a tristeza
As pessoas sem amar
Perderemos a nobreza
Da arte de se encontrar

Oxalá este dia não nasça
Ou que demore demais
Aí esta maldade passa
E voltaremos os nossos ideais.

15/05/19

sexta-feira, 17 de maio de 2019


Escrever


É transmitir sentimento
Falar do que será
É fazer silencioso lamento
Quando não pode falar

É cantar melodia
Vinda do coração
É transformar em poesia
Aquilo que diz a razão

É conhecer outro lado
De uma mesma história
É se tornar alado
Com asas de memória

É sonhar acordado
Quando não se pode deitar
É tecer um bordado
Com retalhos que se juntar

É passar com amor
Aquilo que foi vivido
É esconder uma dor
Onde não pode ser escondido.

14/05/19

quinta-feira, 16 de maio de 2019


Vestido Azul


Cadê o azul do seu vestido
Que nunca mais apareceu
Será que me olha escondido
Ou então  se arrependeu

Ele era tão lindo
O seu corpo ornamentando
A gente ficava sorrindo
Só de ver você passando

As coisas melhoravam
E os espinhos sumiam
Os cachorros que ladravam
Não sabiam o que faziam

E você, como rainha,
Seguia o seu caminho
A felicidade logo vinha
Coração em desalinho

O vestido foi para lavar
Deixando órfãos aqui
Quem ficava a te olhar
Recebeu um  "suma daqui".

13/05/19

quarta-feira, 15 de maio de 2019


Uma letra e três rosas


Rosas são rosas
Lindas, simples, singelas
Poesia que parece prosa
Representam bem a ela

Se tiver um colibri
O seu pé adornando
Aí é de cair
Continuo apaixonando

Não serão letras cinzas
Que poderão te enfear
Você sempre será bem-vinda
Para morar no meu olhar

Ficarei as rosas olhando
Esperando você voltar
Sigo na vida esperando
Cada vez mais te amar.

15/05/19