sexta-feira, 12 de junho de 2009

Espera

Sou teu,
sou tua,
sou pelo,
sou nua.
Na lua,
no sol,
Quero dar-te o que tenho.
Seja a luz,
seja a treva,
seja calor,
seja temor,
me darei a ti
com todo fervor.
Te darei a mim
e me darei a você
só durante a eternidade,
a eternidade de cada segundo.
Esqueço de mim
e não esqueço de você.
Por você movo o mundo.
Trago a lua,
apago estrelas,
paro o vento,
esfrio o sol,
eternizo o momento.
Eu fui embora,
fui procurar um lugar de luz,
de sombra,
onde possa te aguardar
chegando cada vez mais linda
para mim.

Um comentário:

R. Boechat disse...

Te darei a mim
e me darei a você
só durante a eternidade,
a eternidade de cada segundo.