sexta-feira, 5 de junho de 2009

Cadê

Onde estás
quando te procuro
e não te tenho comigo.
Quando passo as noites em claro
esperando em vão
teu corpo ao lado do meu,
somente tua imagem
não me basta mais,
quero você.
Exijo o que não posso,
procuro o que não tenho,
cobro o que não devo.
Me aborreço.
Te aborreço.
E depois fazemos as pazes
de uma briga que não houve.
E não houve por que não queríamos que houvesse.
Nossa compreensão foi maior.
Nossa paciência foi melhor.
Buscamos sempre
um no outro,
e não nos encontramos
como queríamos,
nos encontramos
quando Deus assim o quer.
Continuemos nossa busca,
de nossa metade,
que sabemos onde está,
está em nós,
cada um com a metade do outro.

Nenhum comentário: