terça-feira, 2 de junho de 2009

Não Gostaria

Não gostaria de ter te mostrado
todo o meu fogo,
todo o meu eu,
este eu, que preservo tanto
e tenho tanto medo de mostrar.
Desejaria não ter cometido tantos erros,
mas os cometi.
Não vou prender meus sentimentos
e nem perderei meus sonhos.
O amor que suspiro
me sufoca e me deixa só,
muito só.
O silêncio vem com a distância,
já faz tanto tempo que não te vejo
e não consigo esquecer teu rosto.
Estados de espíritos
se apoderaram de mim
e me levaram a embarcar
em um barco,
que estava afundando,
mesmo assim embarquei.
Meus olhos andam baixo
olhando sempre para o nível da água
Que está tão alto que molha-os
constantemente.

Nenhum comentário: