domingo, 1 de março de 2009

Você

Em um tempo
eras só um rosto,
virou um corpo
que conheci
e transformou-se em alegria,
dependência,
e assim como se transformou,
transformou também em mim
tudo que eu achava perdido.
Nunca serás silêncio, em mim.
O tempo, com seu passar implacável,
pode até secar as lágrimas em meu rosto,
mas nunca secará a vontade de chorar por não te ter.
Pode até secar as palavras que tenho guardado,
e que não poderão ser ditas ao seu ouvido.
Pode até secar até a saudade imensa que sinto por você,
mas não secarão a vontade de tê-las.
Pode até tentar secar as lembranças mais doces,
mas jamais conseguirão.
Pode até conseguir secar os desejos mais íntimos,
mas nunca secarão o meu amor por ti.
Queria ser água para te banhar,
escorrer pelo teu corpo,
e deixar-me secar em tua pele.
Queria ser vento, para poder te tocar,
a qualquer hora, em qualquer lugar,
teus cabelos, eu rosto.
Queria ser parte de você,
sua sombra,
para poder sempre estar ao seu lado.

Nenhum comentário: