terça-feira, 10 de março de 2009

De que valeram

De que valeram
tanta dedicação.
Meu olhar ficou pedido,
perdido no tempo,
perdido na solidão.
O reconhecimento virou rotina
nada mais se fala.
Será que tantos avisos
de nada valeram.
Fazer amor,só por fazer
não é nada bom.
Machuca mais
do que dá prazer.
As coisas acomodaram
e agora choro
em uma saudade presente.
Sua imagem, agora,
só causas dor.
Será que acabou o amor?
Ambos pedidos.
Achando que tudo
se resolve
com o tempo,
mas o tempo é implacável
ele constrói,
ele destrói,
e outra vez eu choro.
As cobranças, veladas,
deveriam ser mais claras.
Deveríamos ter nos desgastado mais,
mas as vezes deixamos para lá.
Desinteresse?
Acomodação?
Medo de perder?
Medo de brigar?
Perder ou ganhar?
E agora choramos.

Nenhum comentário: