quinta-feira, 26 de março de 2009

Alheio

Estamos ouvindo músicas alheias
Logo tudo de ruim será substituído.
Nossas lágrimas serão de alegrias
e não mais de tristezas.
Logo, logo, serei seu rei
e você minha rainha
em nosso reino encantado.
Não mais falarei de ti
como saudade,
e sim como presença constante.
Poderei falar de meu amor
de forma clara e não por metáforas
O mundo se abrirá de maneira intensa.
Temos tanto que fazer
e fizemos tão pouco
e o tempo é tão curto.
Talvez nunca soubéssemos
quem nós éramos de fato.
Toda nossa tristeza será nobre,
e entre o sol e a lua
só existirá nosso amor
vivendo de fato.
Quantas coisas vivi
e que eram merecedoras
de minhas lágrimas
De minhas sublimes lágrima,
minhas longas lágrimas.
Das lágrimas recordo,
as coisas as guardo.
Elas não me levaram a lugar algum.
Maiores do que as coisas choradas
foram as lágrimas derramadas.
E de longe,
na solidão sem sentido,
vou além e ouso sonhar ainda,
ouso voar mais alto e mais longe
para ouvir seu nome.

Nenhum comentário: