quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Saindo

Vou tirar o luto,
não mais me vestirei de negro,
enxugarei as lágrimas ,
levantarei a cabeça
De nada adianta isto.
Segues manipulando,
Jogando-nos nos abismos,
e depois estendendo a mão
para ajudar.
Segues fazendo as cortesias
com os chapéus alheios.
Segues atuando
em seu palco iluminado,
é assim que gostas de se sentir,
sobre holofotes.
Não sabem, uns tolos,
que por trás
de uma grande peça teatral
existem os bastidores
que dão sustentação
ao que é apresentado
e que ao público tanto
se encanta.
Não quero deixar a raiva
tomar conta de mim.
Não quero deixar-me tomar
por gestos que irão provocar ira.
Não quero vingança,
quero viver
E ser feliz.

Nenhum comentário: