quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O vento te trouxe a mim.

O vento, devagar,
trouxe para mim
o teu perfume.
Fecho meus olho
e te sinto aproximar,
mansamente.
Sinto tua respiração,
calma,
em minha nuca.
O toque de sua mão,
em meu corpo,
provoca uma descarga
elétrica em mim.
Me entrego totalmente a ti.
Procuramos um lugar
em que possamos
descansar nossos sonhos.
Abro meus braços
e te enroscas neles,
te sentes segura assim.
Sinto todo seu calor
e o seu temor.
Enlaço-te, bem apertado,
para que nunca
mais fujas de mim.
Nossos medos,
nesta hora,
se fazem de esquecidos.
E nesta entrega,
adormecemos,
balbuciando palavras de amor.
Um guardado,
no peito do outro,
seguros de tudo
e para sempre.

Nenhum comentário: