terça-feira, 4 de agosto de 2009

O Amor

O amor não possui calma,
o amor só possui alma.

Desatina a razão,
balança o coração.

De forma tal,
que nunca mais serás igual.

É um flash, um brilho
Uma vida nova, um novo trilho.

É leveza, é abnegação,
é doideira, é paixão.

Um amor é juventude,
é um mar de quietude.

É alma navegante,
é furor alucinante.

É virar criança,
é ter esperança.

Ser, um ser, saltitante,
e seguir adiante.

Assim como o amor constrói
O amor também destrói.

Nenhum comentário: