sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Mil

Quase mil visitas, nunca pensei que chegaria a este número.
Comecei a postar por brincadeira, para deixar um pouco de mim,
do que penso, do que sinto, do que se passa nesta cabeça doida.
E a coisa cresceu, para alegria de uns e não tanta alegria para outros.
Mas, tanto a um alegre, quanto a outro não tão alegre, agradeço
por partilhar de minhas palavras, sonhadoras, infantis, tristes,
palavras que possuem asas, asas descartáveis que são deixadas de lado
a cada fim de um novo poema.
Não pretendo e nunca pretendi, ser um escritor, não, longe de mim,
sou somente um escriba.
Mil.....mil coisas, mil vezes, mil emoções, mil lágrimas, mil....
Mil beijos a vocês que aqui estiveram.
Mil abraços para os que passaram ao lado.
Mil vezes obrigado pela visita, e volte sempre.

Older

4 comentários:

Luciana P. disse...

CErtamente que quem veio até aqui e voltou é porque as suas palavras, de alguma forma, tocaram, sensibilizaram... quem sabe aproximaram.
E é assim que a gente se sente nete mundo de blogs. Cada vez mais próximos.
É um prazer tê-lo como meu novo amigo.

Beijos

Francisco disse...

Visitando o seu blog, não foi difícil constatar o porque das mil visitas. Ele é muito bom, mesmo!
Estou seguindo e acompanhando a partir de agora.
Obrigado pela visita, e volte sempre que quiser. Ficarei feliz!
Um abraço!

Ava disse...

Os mistérios dessa blogosfera...
Em que momento alguém nos conquista, já que vivemos num mundo virtual... São as palavras que vão abrindo portas...

E vc sabe muito bem como destrancar todas...rs
Isso porque com suas palavras, tão cheias de sentimentos conseguem nos fisgar aqui...rs

E depois de fisgado, o peixe dificilmente se solta...rsrs

Bom te conhecer, bom estar aqui, bom ter voce como um novo amigo, nesse mundo onde tudo é tão irreal...

Parabéns, vc merece, teu blog é um lugar onde é sempre gostoso passar, para aquela paradinha...rs


Beijos mil!

ciganinha, uma alma sonhadora disse...

ola passando por aqui atraves do amigo pena
gostei muito desse cantinho
bjus de paz