segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Turbilhão

Quem é você?
Que entrou na minha vida feito um turbilhão,
parecendo uma tsunami,
arrastando sentimentos que tinha guardados.
O que é que você quer de mim,
além de me deixar com saudades?
O que pretendes?
Ainda não descobri e acho nem pretendo,
vou me deixar arrastar por esta maré violenta
e ver onde vou parar.
Pode ser que pare em um lugar muito bonito,
com praias calmas e cálidas
onde possa sempre banhar-me
ou pelo menos de vez em quando.
Pode se também que pare em um lugar meio violento,
com praias bravas e caudalosas
em que dela eu nem possa mais me aproximar,
mas se isto acontecer
pelo menos a viagem até lá
terá sido linda.

Nenhum comentário: