segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Lembranças

Sinto comigo teu cheiro.
Tenho comigo teu gosto.
Guardo comigo, em minha boca,
o registro de uma batalha travada
por duas línguas frenéticas
que se procuram,
se embolam,
tentando cada qual obter o máximo de contato íntimo.
Lábios se esfregam
e geram com este atrito tanto calor
que aquece todo o corpo.
Braços se apertam,
corpos se procuram,
rostos se tocam
e se escondem.
Tanto frenesi em tão pouco tempo.
Momentos efêmeros e perpétuos.
Corpos se preparam para o amor,
se lubrificam,
se excitam.
Gemidos . . .
Tesões . . .
Paixões . . .
Saudades . . .
Aguarde . . .
Até que numa próxima vez
o sonho torne a acontecer.

Nenhum comentário: