sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

A Ti

Posso até amar a outras mulheres,
conhecer novos amores,
viver outras vidas,
mas somente a ti posso sonhar
meus mais belos sonhos.
Somente a ti posso dedicar meus versos tristes.
Somente a ti posso compor meus versos de dor e de amor.
Tenho de tornar silêncio todo meu cantar.
Tenho de abafar meus gritos por ti.
Tenho de secar minhas lágrimas de saudades
antes delas caírem.
O meu corpo já está prometido a morte,
desde de que nasci,
mas minha alma não,
esta sempre será tua,
eternamente tua.
Além do meu sonhar mora a dor,
a dor da vida,
do desencontro,
da desunião,
do desassossego.
Porquê tenho nas mãos o que não é meu?
Porquê levaste-me a estes caminhos obscuros?
Porque me fizeste-me ver estrelas ao meio-dia?
Chegaste a mim como um sonho.
Deitaste comigo em meu caminho.
E partes como se nada fosses.
Deixando-me aqui perdido,
mais perdido do que já estava.

Nenhum comentário: