sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Desejos

Meus desejos são grandes
não cabem nos mares, nem nos céus.
Eles são como o crepúsculo,
de uma tarde de verão,
a arder no céu,
parecendo chamas.
Não assustes meus sonhos,
acolhe-os em teu peito
e deixa-os dormir em paz,
Num dia lindo,
DEUS me fez seu
e te fez minha.
Não de imediato, não.
Teve toda uma teia
urdida pela vida,
tramada pelo destino,
que nos prendeu de tal forma
que não conseguimos mais escapar,
somos presas de nós mesmos
de nossas ânsias,
de nossas buscas,
de nossa mentiras.
Minha boca tem fome da tua,
meus olhos só tem os teus.
Deixa-me andar o seu caminho,
por toda a vida,
devagarzinho,
até a morte me levar.
Que meus versos de amor
sejam eternos por toda a eternidade.
A Deus não peço muito,
só meus sonhos
que já são grandes.

Nenhum comentário: