quinta-feira, 15 de maio de 2014

Tão longe, Tão longe





No sonho lá vou eu,
voando sei bem prá onde.
Buscando o que se deu,
tão longe, tão longe.

É tão triste viver assim,
buscando o impossível.
Perder parte de mim,
é  muito incompreensível.

Com jóias vou bordado,
são em forma de saudade.
Com um manto que é dourado,
e escrito:  É verdade..

Levo na mala beijos,
tenho tantos prá te dar.
Um punhado de desejos,
para te arrepiar.

O lugar é logo ali,
e vou doido prá chegar.
Foi ali que me perdi,
e não quero me achar.

A lua no céu aparece,
para com brilho nos dar.
Uma noite que não se esquece,

e uma vida de amar.

Um comentário:

brisonmattos disse...

E a lua ontem estava especialmente como voce. Brilhante, gigante e inspiradora.