terça-feira, 6 de maio de 2014

Gritando





O pensamento está frio,
Mas o coração não.
Nos dedos correm como rio,
O momento de emoção.

No papel envelhece,
As palavras que são ditas.
Pode ser, até parece,
Mas eu acho que ainda são lidas.

Vão enfeitadas com fitas,
Amarradas com muito ardor.
O tempo todo te citas,
E falam do meu amor.

O laço vermelho enfeitado,
É pintado com sangue da dor.
Ficar assim ao acaso,
É coisa para sofredor.

Por isto digo correndo,
Gritando aos cantos todos.
Amor estou te querendo,
Não me deixes neste engodo.


Nenhum comentário: