terça-feira, 18 de setembro de 2012

Retornando





Para esquecer
vou amar
Para renascer
vou cantar

Para o coração escutar
vou calar
Para as lágrimas secar
Vou voar

Para o infinito achar
Vou mergulhar
Para o inferno apagar
Vou sonhar

Para poder  buscar
Vou retornar
Para a ilusão olhar
Vou os olhos fechar

Para o pranto esquecer
Vou sair
Para parar de sofrer
Vou sorrir

No caminho de luz
Caminharei
Acreditar no que seduz
Sempre irei

Ela eu viverei
Antes que a vida se acabe.
Ao pó voltarei
Um dia quem sabe


Retorne a leitura, invertendo os versos.

Um comentário:

brisonmattos disse...

Você é sensacional.