sábado, 18 de julho de 2009

Sou Poeta

Sou poeta,
esta é minha sina.
Me perco nos meus sonhos
em cada esquina.
Não tente me entender,
não tenho entendimento,
sou bruma,
sou vento,
sou alma.
Sou amor,
Sou calor,
sou paixão,
com todo fervor.
Sou poeta
e nada mais,
e nada mais sou
do que ser poeta.
Caminho no fio da navalha
da emoção,
sangro meu coração.
Escrevo para você
e para todos que quiserem ler.
Escrevo para mim,
para minha alma.
Sou um ser diferente,
solitário,
caminhando em meu mundo,
como um vagabundo.
Choro de alegria,
sorrio de tristezas.
Sou adorado por alguns
e não pertenço a ninguém,
vivo de meus enganos
e dos sonhos que ainda vem.
De tanto amor que sinto,
me perco constantemente,
em um labirinto,
elaborado por minha mente.
Sou poeta e nada mais,
e nada mais sou.

Um comentário:

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Eu ainda não sei qual é a minha sina... mas tento ser poetisa, com afinco, com o amor q em mim despertam as palavras!

Beijos e borboleteios