sábado, 25 de julho de 2009

Aqui Jaz

O corpo frio,
depois do último suspiro,
nada mais transmite
a não ser pena
daqueles que o olham.
Comentam alguns
o quanto era bom,
outros o quanto era ruim.
Poucos,
muitos poucos mesmos
o conheceram de fato.
Muitos poucos,
mas muitos poucos mesmos,
tiveram a capacidade
de conhecer o seu lado sonhador,
alguns conheceram
o seu lado alegre,
muitos conheceram
o seu lado triste.
Agora só o corpo frio
jaz sobre a pedra.
Nada mais de poemas,
nada mais de sonhos,
nada mais de ilusões,
que tanto o alimentaram
durante sua vida.
Alguns choram,
outros, indiferentes,
a tudo assistem,
somente os que o adoraram
podem sentir
a grandiosidade da perda
e saber que a perda maior
sempre será a dele.

Nenhum comentário: