sexta-feira, 10 de julho de 2009

Fresta

A porta fechou,
deixando somente
uma fresta
para que um pouco de luz
possa ainda entrar
para não me deixar
na escuridão total.
Absorvo todo
este pequenino raio de luz.
Tento fazer dele o meu sol.
Que me dá calor e ânimo
De viver.
Evito o sono diurno
Para que nem um pouco
da luz eu perca.
Anoitece,
cada vez mais rápido,
e as noites
estão ficando
cada vez mais longas.
Que falta faz
este pequeno
raio de sol.

Nenhum comentário: