terça-feira, 5 de maio de 2009

Grito

Antes de mergulhar
no silêncio profundo da morte
ou quando a idade
não me deixar mais comandar a mim,
gritarei para todos ouvirem o quanto te amei.
Meu grito será eternizado
nos corações daqueles surdos seres
que habitam este mundo meu.
Quando eu gritar,
todo o meu amor
Será gravado em pedra,
e poderá ser percebida,
daqui a mil anos,
a minha revolta
por não me deixarem
amar em paz.
Antes de mergulhar
no silêncio profundo da morte
ou quando a idade
não me deixar mais comandar a mim
quero sussurrar no seu ouvido,
todos os dias que ainda me restarem,
o quanto é enorme este meu amor por você
e o quanto sua presença acalma
o espírito inquieto que há em mim.

Nenhum comentário: