quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Ser Poeta

Ser poeta
é estar sozinho,
é ter sempre uma nuvem
sobre si,
fazendo sombra,
só deixando sobre você
uma luz difusa.
Ser poeta
é o desejo de todos,
e a angústia de alguns.
Não desejei ser poeta,
não desejei sentir o que sinto
e nem ter as emoções que tenho,
aliás nem sei
se sou poeta,
ou se só escrevo algumas letras,
que juntas,
agradam a alguns.
Sei que as palavras surgem,
na dor e no amor,
e quem ama,
ou quem tem a dor,
as vezes nem sabe
que as tem.
Sei que de onde estou
vejo as coisas
de maneira diferente,
com outros olhos.
Vejo a vida,
quando escrevo,
muito diferente.

4 comentários:

Tânia Saj disse...

Que lindo! - resume uma explosão de sentimentos no coração de um poeta (infelizmente nem sempre todos de amor).

Beijinhos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá meu amigo, passei para ler seu novo poema e lhe deixar um abraço.

Ava disse...

Older, penso eu que poetar é um estado d'alma.

Quando as palavras começam a nos sufocar, escrever é a melhor forma de alívio...

Voce escreve lindamente...

Também não sou poeta nem tenho pretensão de sê-lo...

Escrevo apenas nesses momentos em que parece, o ar desaparece...rsrs

Beijos!

Márcia Alexandra disse...

oi querido poeta!
Amei o poema do pudim de claras no blog da Rê Boechat!
bjs