terça-feira, 8 de setembro de 2009

Quero gritar

Não quero ouro,
Não quero a prata,
quero a nata,
a nata do amor,
deixar-me fluir livre
pelos caminhos
que ele quiser me levar ,
passear por suas trilhas
espinhosas e buscar
o paraíso.

Não quero almíscar,
e nem o âmbar ,
quero amar,
simplesmente amar.
Quero que ouçam
o grito que tenho
guardado por tanto tempo
em meu peito,
e que um dia
ele possa gritar tudo
que tem para gritar,
e que alguém
escute este grito contido.

Não quero muito,
só quero pouco,
um pouco de amor,
pelo menos uma vez,
que já estou rouco
de tanto gritar,
para pessoas surdas
que não ouvem
o meu decantar.

Não quero nada,
só sonhar.
Será que tão difícil é
Encontrar,
a tão sonhada mulher,
e viver o amor sublime,
e amor que não deprime.
Quero gritar....

Nenhum comentário: