quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Utopia

Quero
para a lua fugir,
Quero
de meu corpo sair.
Quero sempre sorrir.
Queria poder parir.
Quero amar,
muito amar,
Quero todas noites sonhar.
Quero em minhas lágrimas,
me afogar.
Quero nos meus sonhos viajar
sem sair do meu lugar.
Quero em teus braço morrer,
de tanto amor fazer.
Quero um beijo de cinema,
Quero que a perna trema,
Quero sentir um poema,
com cheiro de alfazema.
Quero, já ter saudades tuas,
só de te ver nua.
Quero, a imensidão do mar,
Quero um coração a pulsar,
Descompassadamente,
só de contigo estar.
Quero contigo ficar envolvente,
ser um só ser vivente,
e nunca ter um poente.
Quero viver,
Quero sonhar,
Quero para esta terra dura,
de agora,
nunca voltar.
Me deixem lá........

Um comentário:

Wanderley Elian Lima disse...

Meu amigo, isto não é uma utopia é um sonho de intenso amor.
Abração