segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Entranhas

Hoje sonhei.
Sonhei que me via,
do alto, como se flutuasse,
e olhando para baixo via meu corpo
deitado sobre uma mesa.
Meu peito estava aberto,
de cima abaixo,
minhas entranhas estavam expostas.
A minha volta várias pessoas,
algumas amigas,
outras nunca as vi,
mas todas estavam a minha volta.
Eu podia observar meu fígado,
meus intestinos,
meus pulmões,
todos a mostra,
todos muito bem limpos e brilhantes.
As pessoas a volta olhavam,
mexiam em minhas partes exposta
e comentavam sobre o que viam entre si,
eu não escutava o que elas diziam,
mas não havia asco
ou qualquer outra reação desagradável,
acho até que havia um certo prazer
em mexerem em minhas entranhas.
Era muito estranho,
acordei assustado e fiquei pensando,
O que será isto?
A conclusão que cheguei....
me abri demais,
me expus de mais,
deixei que todos me conhececem,
por dentro,
e acho que não houve asco
no que as pessoas viram.

3 comentários:

Ava disse...

Me asssutei com o inicio do sonho...rs

Mas depois percebi que lindo é tudo isso...

Que se mostrar assim é visceral... literamente...rs


Beijos e uma ótima semana para voce!

Wanderley Elian Lima disse...

(OLá amigo, ser transparente corre-se alguns riscos, mas acho que vale a pela arriscar.
Abração

Luciana P. disse...

Quando a gente se expõe demais, acaba pagando o preço por isso.
Se somos pedra, pagamos por insensibilidade, se somos vento, pagaos por inconstância...
E quando somos brisa, corremos o risco de sermos abafados pelo sol.


Beijos!