terça-feira, 14 de abril de 2009

Versos meu

Dos versos que fiz,
os melhores
são os últimos que escrevi
pensando em ti.
Os maiores
são os que ainda tenho
guardados em mim
e que ainda escreverei para ti.
Sinto que eles,
e os seus irmãos que ainda virão,
ainda me proporcionaram
muitas alegrias ao criá-los.
Serão como canções, eternas,
cantadas para sempre
dentro de um peito apaixonado.
Quem nunca sonhou
Com uma musa para compor,
Nunca teve em seu peito chama ardente,
Com uma saudade corrente,
Ou um amor inconseqüente.

Nenhum comentário: