sexta-feira, 17 de abril de 2009

Minha Vida

Desanimado,
entrego-me a sorte.
Desiludido,
encontro-me sem norte.
Entristecido,
Farejo a morte.
Sem relutâncias
da vida aceitei
ser arrastado
por torrentes
de emoções.
Entreguei-me
E fui levado
para os
quatros cantos.
Segui meu rumo,
E viajei.
Segui teu rumo,
e me encontrei.
Atravessei
quase que incólume,
pelas pedras encontradas.
Só tenho a certeza do que vivi,
E dos sonhos que sonhei,
De olhos bem abertos.

Nenhum comentário: