domingo, 30 de novembro de 2008

Pássaro

Tenho que te ter
como a um pássaro.
Não posso mantê-la
presa na gaiola de meu coração,
pois assim você canta,
mas seu canto será triste.
Tenho que aprender
a te ter assim, livre,
então deixo-a livre
para quando você quiser
que venha até mim
cante seu canto melodioso
e me encante de novo.

Nenhum comentário: