terça-feira, 11 de novembro de 2008

Compor

Minha vida é compor.
Compor escondido.
Compor poesias
no estilo do Romantismo.
Falando de amores perdidos
e encontrados.
De dores e paixões.
Valorizando a mulher
e a natureza.
E de metáforas em metáforas
as palavras vão se agrupando
e dando uma pequena idéia
do que é escrever para alguém,
alguém como um fantasma,
que habita um castelo
erguido em meu coração
para a sua morada eterna.

Nenhum comentário: