terça-feira, 11 de novembro de 2008

Liberdade virou prisão.

Minha alma era solta, livre.
Passeava pelos campos
observando os pássaros e as flores
sem nenhum comprometimento
até que você apareceu.
Tudo mudou.
Não resisti à presença doce ao meu lado,
caminhando pelos mesmos campos,
observando as mesmas coisas.
Algo me atraía
e me levava para fora de meu caminhar.
Resolvi seguir por esta estrada
para conhecer os novos campos,
talvez lá, você fosse me levar.
Qual nada, estava enganado.
Você levou-me para um caminho obscuro
onde nada me era familiar.
Tudo era encantamento
e eu não estava acostumado a isto.
Quando dei por mim
estava aprisionado em seu corpo.
Minha alma estava de tal forma presa a você
que não consigo me desvencilhar
por mais que tente..
Minha liberdade virou prisão.
Você me prendeu em seu corpo
e me exilou dele.
Agora não encontro meu caminho,
não consigo me libertar desta prisão,
não sei o que faço.
Vou esperar que você me liberte
para que possa voltar a caminhar
pelos meus campos tranqüilos.

Nenhum comentário: