quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Ofuscante

A minha saudade,
do ontem,
perdida nos tempos da vida
e que nunca mais será achada
ofusca-me tantos os olhos
que não me deixa ver,
hoje,
todo amor
que de uma maneira singela
derramas por mim.

Nenhum comentário: