quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Amor

Talvez, algum dia,
eu possa lhe falar do amor que tive
e que nunca o conheci.
Este amor iluminado,
e consagrado,
por uma princesa coroada
que reina absoluta no reino de meu ser.
Um amor incondicional,
irracional, sem igual.
Um amor de entrega total.
Talvez, algum dia,
eu possa conhecer este amor
que me faz tão bem,
e me leva muito além
do que se pode imaginar.

Um comentário:

Boechat disse...

Escrevo aqui pq não te acho em lugar algum...e mails voltam...será que já partiste e nunca mais voltarás? Mande notícias deste mundo tão distante...vc faz muita falta no mundo de cá...