sexta-feira, 18 de julho de 2014

Meu amor


Igual ao meu amor,
Não tem ninguém não.
Ela é como uma flor,
Que ainda está em botão.

Que vai crescer bonita,
Com suas cores vibrantes.
Que para sempre fez cativa,
A alma deste amante.

Com seu perfume doce,
Irá a mim prender.
Como se isto fosse,
Uma prisão de prazer.

E cuidarei com carinho,
Para que ela não morra.
Lhe mostrarei meu caminho,
Para que sempre me socorra.

O meu amor é só meu,
Mesmo que de outros admire.
E eu sempre serei seu,
Mesmo que o mundo vire.

E beija-flor há de vir,
Para ao seu lado ficar.
E nunca mais vai sair,
Dos pés  deste amar.

E a trarei no peito,
Estampado para quem quiser ver.
O meu amor é perfeito,
E nunca me faz sofrer.

Se sofro é porque quero,
Para matar esta ausência sentida.
Do meu amor só espero,
Que nunca me esqueça na vida.





Um comentário:

brisonmattos disse...

já, o meu amor é liso feito cera
Se ele não aparecer agora
E para com tanta besteira
largo tudo isso e vou embora

Amor que vive só de sonho
É amor pela metade
Amor assim é tristonho
porque não vive a vontade