terça-feira, 12 de agosto de 2014

Onde estou ?




Estou longe de um lugar,
estou longe de onde estou.
Estou onde não posso ficar,
estou onde o tempo não passou.

E andam separados,
o corpo e a mente.
Cada um do seu lado,
escondendo o que sente.

Com o corpo acordado,
e a mente em altos sonhos.
Um mundo fica de lado,
enquanto em outro mundo me ponho.

Estar onde não quero,
ou correr para onde desejo.
É matar o que espero,
enterrar onde me  vejo.

Entre a vontade de ir,
e a obrigação de estar.
Não consigo partir,
e nem consigo ficar.





Um comentário:

brisonmattos disse...

esse poema é mesmo você. Uma peça perdida do quebra-cabeça do amor.