sábado, 9 de agosto de 2014

Louca



Vive querendo voar,
Em uma louca paixão.
Vive querendo amar,
Sem tirar os pés do chão.

Vive querendo sofrer,
Sem ao menos querer chorar.
Vive querendo viver,
Sem um mundo para dar.

Vive a cada segundo,
Como se fosse mais um.
Vive correndo do mundo,
Chegando a lugar nenhum.

Vive iluminando,
A cada canto que passa.
Vive sorrindo, cantando,
Assim ela disfarça.

Vive tentando não ser,
Mais uma louca no fundo.
Vive sonhando viver,
Um amor  mais profundo.

Vive a louca bendita
O que lhe apresenta a vida
Vive a louca de partida
Buscando uma eterna saída



Nenhum comentário: