domingo, 30 de março de 2014

Sou um homem.





Sim sou um homem que chora,
Que tem sentimentos.
Um homem que mora,
Em um mar de pensamentos.

Sim sou um homem que ama,
Que acredita na vida.
Um homem que clama,
Por amor de partida.

Sim sou um homem que fala,
De lembranças tão bonitas.
Um homem que declara,
Seu amor por  toda vida.

Sou um homem de guarida,
Que não consegue viver só.
Um homem que busca saída,
Em um mundo cheio de nó.

Sim sou um homem que se entrega,
Quando está apaixonado.
Um homem  que não sossega,
Em agradar quem está ao seu lado.

Sim sou homem de verdade, 
Não daqueles machos enganados.
Sou um homem com lealdade,
Se não me deixares de lado.

Então entendas o que sinto,
Quando digo que te amo.
A saída deste labirinto,
Não faz parte dos meus planos.


2 comentários:

brisonmattos disse...

vc é um homem que ama e eu não entendo mais nada.Belíssima poesia!

Um Certo Vestido Azul disse...

Que cria e recria só pro seu prazer...e que faz assim muito bem, eu acho!