domingo, 2 de fevereiro de 2014

Nunca Mais




Nunca mais amarei.
Nunca mais terei asas.
Nunca sentirei,
O calor que não passa.

Nunca mais meus desejos.
Nunca mais sonhos loucos.
Nunca mais mil beijos,
Que ainda assim seriam poucos.

Nunca mais nos meus braços.
Nunca mais gritos roucos.
Nunca mais os meus passos,
Me levam a um mundo novo.

Nunca mais te verão,
os meus olhos tristes.
Nunca mais coração,

Serei quem possuíste.

Nenhum comentário: