sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Cheiro de Amor




Me traz o meu passado,
E leva o meu futuro.
Me  faz em ti um vaso,
E ilumina meu escuro.

Me faz sorrir de repente,
Esquecer o que não era.
Sonhar o que está na mente,
Adormecer de vez  a fera.

Enlouquece meu prazer,
Que só para  ti vou me dar.
Transforma meu esquecer,
Em um sonho de amar.

Me transforma em um bobo,
Que acho que vou adorar.
Na cama eu então viro lobo,
E aos poucos vou te devorar.

E na ânsia deste sonhar,
Vem o cheiro do amor.
A vontade de encontrar,
Explode no peito em calor.

Neste versos  atravessa,
Um desejo incontido.
Uma forma de promessa,
Ao que me foi prometido.

Um comentário:

Um Certo Vestido Azul disse...

Te prometeram?
Hiiii, agora vão ter que cumprir né?