quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Amor paciente




Pode esperar o amor,
pressa nele não há.
Seja o tempo que for,
ele vai te esperar.

Pode ser um ano,
ou mil podem ser.
Amor não é desengano,
o amor faz renascer.

Quem sabe então,
num futuro talvez.
Possa nosso coração,
se encontrar outra vez.

E quem saberá,
o que há de vir.
Quem então poderá,
nos fazer sorrir.

Revirar nossa alma,
nos virar do avesso.
Plantar um mundo de calma,
brotar um amor travesso.

E amantes seremos,
no mais profundo da palavra.
Para sempre viveremos,
neste eterno conto de fada.


Nenhum comentário: