quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Desperdícios






Fui  suicida fanático,
Fui pássaro sem asas.
Fui amor catedrático,
Fui rua que não se passa.

Fui mar que não se navega,
Fui sol que não ilumina.
Fui mão que só nega,
Fui água fora da tina.


Fui campo sem produzir,
Fui comida que não se come.
Fui volta que só quer partir,
Fui lembrança que só some.

Fui  árvore sem fruto,
Fui flor sem perfume.
Fui poder absoluto,
Fui amor sem ciúme.

Fui rio sem peixe,
Fui pedra sem limo.
Fui  vaso sem azeite,
Fui montanha sem cimo.

Fui desperdício eterno,
Fui menino sem esperança.
Fui estudo sem caderno,
Fui união sem aliança.

Um comentário:

brisonmattos disse...

vc é sol que ilumina. Bom dia.