quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Razão da minha vida







Ah minha adorada,
Se você soubesse.
Que eu te tenho guardada,
Onde nunca se esquece.

E cada lembrança,
Que vem no pensamento.
É um fio de esperança,
De te ver a todo tempo.

E assim eu vou levando,
Tua imagem no caminho.
Vou pensando e cantando,
Leve como passarinho.

És um sol que não apaga,
E que queima como fogo.
És a mão que me afaga,
Me completa como todo.

Minha amada querida,
Ainda muito hei de gritar.
A razão da minha vida,
É somente te amar.

Nenhum comentário: