quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Meu blog






Este blog é um diário,
um diário de uma paixão.
De um amor tão voluntário,
que não cabe no coração.

Nele eu escrevi,
falando do que eu sinto.
Descrevendo o que vivi,
de uma andança em labirinto.

Mas agora perdeu a fé,
pois nele não vens  mais.
Parece bem até,
que o passado ficou para trás.

Então eu continuo a escrever,
pelos quatro cantos do mundo.
Só guardarei este prazer,
para este coração vagabundo.

A na alegria da visita,
me perdi como poeira
E o  presente dado com fita,
ficou esquecido na ladeira.

Se desfez como ninguém,
não faz mais parte da vida.
Querer o que não se tem.
nesta viagem sem ida,

Eu me perdoo então,
por derramar todo este tempo.
Meu amor de coração,
a quem se foi no breve vento.

Um comentário:

brisonmattos disse...

escreves pra um amor imaginado,sonhado e pra ele oferece rimas e poesias
e a vida pede algo mais demorado
Pede beijos e abraços todos os dias.
A vida é assim mesmo...Alguns gostam de ler e curtem essas coisas escritas, outros preferem outras coisas...outras coisas.