domingo, 2 de novembro de 2014

Meu Mundo







N'algum lugar eu estive,
Em maravilhosa experiência.
Vivi coisa que nunca tive,
Muito além de minha existência.

Em silencio meu olhar,
Se perdeu em meio ao teu.
Meu coração a te entregar,
Aquilo tudo que era seu.

E com gesto bem mais frágil,
O meu corpo se foi também.
Parecia tudo fácil,
Não havia mais ninguém.

Embora estivesse fechado,
Naquele lindo lugar.
Tudo era inacabado,
Tudo menos meu sonhar.

Era como primavera,
Que floresce o ano todo.
Nem havia mais espera,
Era sempre um mundo novo.

E de tanta fragilidade,
Este mundo se quebrou.
Como obra de maldade,
Ele não se rejuntou.

Aquilo que fecha, abre,
Assim é o meu querer.
E mesmo que o mundo acabe,
Nele sempre vou viver.

Nenhum comentário: