sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Amor diferente






Ah como é diferente,
Este grande amor que tenho.
Não fica vagando na mente,
Nem fica perdido no tempo.

Ele é vivo,
Ele é gigante.
Ele é nascido,
De um fruto que era antes.

E de tanto ser diferente,
É que ele se fez no tempo.
Misturou o que era da gente,
Amarrando em um momento.

Não há outro igual,
E nunca vai existir.
O amor que é  passional,
Vai continuar por aqui.

Nenhum comentário: