domingo, 19 de agosto de 2012

Quereres


Queria não desejar,
A vontade tamanha,
De querer te abraçar.

Queria tanto poder,
Esconder-me  com mãos,
E não mais te ver.

Queria não acordar,
Do sonho sincero,
Deste imenso gostar.

Queria não perceber,
O quanto saíste,
Para se esconder.

Queria poder desistir,
Do amor encravado,
No peito a ferir.

Queria logo morrer,
Assim eu matava,
Meu eu em você.

Um comentário:

brisonmattos disse...

eu te amo tanto, lindinha
mas tenho um coração acuado
Se vc prometesse vir à tardinha
o coração esquecia que é magoado
Um ótimo domingo para você