quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Quem Sou ?




Não me leve tão a sério,
nem um único dia.
Sou formado de mistério,
sou envolto em fantasia.

Sou onda que quebra na areia,
Com barulho e muita força. 
Sou água que permeia,
sou corda de uma forca.

Sou como arco que tange,
uma flecha sem destino.
Sou como porta que range,
que te leva ao desatino.

Sou fogo queimando direto,
Todo seu prazer sem sentir.
Sou quem te leva reto,
Para um amor  destruir.

Sou ácido que corrói,
O que de mais puro tiver.
Sou ferida que só dói,
Seja homem ou seja mulher.

Se você não me conhece,
não queira me conhecer.
Todo bom desaparece,
Você vai se arrepender .

Quando a mim encontrar,
Em algum momento da vida.
Não queira comigo falar,
Me deixe como alma perdida.

Sou moleque, sou arteiro,
E ainda vou pegar você.
Meu nome? Ciúme derradeiro,
Aquele que tudo crê.

Agora que me conheceu,
Já sabes como me evitar.
E se você não me esqueceu,
O teu ser irei tomar.

Destruirei  o que tiver,
Te deixarei sem nada.
Seja homem ou mulher,
Terás a alma arrancada.

Um comentário:

Clecilene Carvalho disse...

Nossa! Muito bom... Soube descrever bem o bandido!

Abç