domingo, 26 de agosto de 2012

Poder




Te quero mais,
Seja onde for.
Te quero em paz,
Para esquecer a dor.

Te quero sempre,
Te quero a toda hora.
Te quero no ventre,
Te quero lá fora.

O meu te querer,
o tempo não apaga.
Você pode até não saber,
Mas te tenho como marca.

E te levo comigo,
Andando em um mundo qualquer.
A salvo ou no perigo,
Você está onde convier.

Isto não é escravidão,
É o mais puro prazer.
Viver com você no coração,
Não há como descrever.

É ilusão,
É voar sem asas.
É não ter definição,
De como o tempo passa.

Como é bom,
Ter todo este poder.
Se isto for um dom,
Já veio no meu nascer.

Um comentário:

Majoli disse...

Esse querer me parece tão profundo,tão real que dá pra sentir nos versos o quanto ela é importante pra tu.
Lindo Older.
Beijos com carinho.