terça-feira, 31 de julho de 2012

Se ela soubesse




Ah se ela soubesse,
O quanto me faz feliz.
Meu coração só obedece,
Ao que ela me diz.

É tanta felicidade,
Reinando em todo o corpo.
Nem parece de verdade,
Parece que tudo é pouco.

Acordar e dizer bom dia,
Receber um sorriso de volta.
É muita fantasia,
Bem detrás desta porta.

Os sonhos se realizam,
Quando muito se quer.
Eles se idealizam,
Em uma só mulher.

A poesia já faz parte,
Deste dia a dia.
Chegou sem nenhum alarde,
Se instalou sem rebeldia.

Se ela soubesse,
Nem que fosse só um pouco.
Que meu coração adoece,
Quando eu não a ouço.

Fica guardada para sempre,
Dentro de onde mais te quero.
Não fuga de repente,
Não rompa este elo.

És a encarnação,
De tudo que se quer.
És a total perfeição,
No corpo de uma mulher.

Um comentário:

Aninha disse...

lindo...lindo...lindo. Verdadeira poesia a mulher que se ama!!! Parabéns.